O que esperar no menu de 2019

Canelone de Abobrinha com Ricota Fermentada Vegana da Galácteos feita pela Chef Erica Morandi da Orango Mango

Olá, amigos. Feliz ano novo a todos e vamos em frente para mais 12 meses bem vividos.
O mês de janeiro é o mês da especulação e planejamento, tanto para a atividade profissional quanto pessoal.

Empresas estruturadas começam o planejamento estratégico para o ano seguinte já em outubro,novembro. E para a área gastronômica, o que tem se falado para este ano?

Li uma matéria da revista Menu baseada em uma pesquisa feita pela Uber Eats que coloca algumas tendências para este ano e sim, as comidas mais saudáveis estão no topo da preferência do consumidor.

Acredito que a consciência alimentar esteja cada vez mais presente na sociedade como um todo. Com o acesso fácil à informação e os históricos de diabetes, hipertensão, obesidade dentre outros cada vez mais perto de todo mundo, algumas pessoas começaram a se ligar que dá para comer bem,beber e se divertir, tendo um pouco mais de critério para fazer escolhas que não lhe custem dois dias de recuperação,após uma saída de sábado a noite para um barzinho com os amigos. Nessas horas conhecer sobre alguns alimentos e utilizá-los a seu favor faz diferença. Sucos com vegetais verdes escuros vão ajudar o fígado a trabalhar melhor, o famoso boldo é de lei. Kombucha é algo impressionante,também. Já tomei antes e depois de garrafas de vinho e a bebida simplesmente te energiza, não te deixa cansado, pois as bactérias possuem capacidade de quebrar o alimento em micro nutrientes, facilitando a digestão de todo e qualquer alimento. Tomar um pouco antes e depois de beber ou comer algo muito pesado, gorduroso, ajuda e muito.

Um outro hábito que tem ajudado o número de pessoas que passaram a se interessar por alimento e a cozinhar é a opção por receber os amigos em casa ao invés de sair para um barzinho. Além de fortalecer a amizade, escolher o que ouvir e economizar na cerveja, você sente a necessidade de agradar seu convidado lhe oferecendo uma boa comida, e aquela receita do facebook ou dos programas do GNT começam a ser retiradas da cabeça para se tornarem realidade num post do instagram com a hashtag #Euquefiz. Eu acho que estes momentos são mágicos e eles também podem ser comemorados com uma mescla legal de alimentos mais leves ou feitos de uma maneira diferente. Fritar batata é bom, rápido e agrada todo mundo, mas experimente cortá-las de forma rústica, cozinhar por 6 minutos em água fervente e depois assar 30m com azeite e alecrim. Além de ficar tostada e suculenta, é mais saudável que fritar em óleo de soja, principalmente.

Acredito que restaurantes e pessoas que produzem alimentos para vender, como eu, sabem destas tendências, conhecem o público e se dedicam em atendê-lo em sua plenitude. Empresários do segmento precisarão investir em capacitação, saber lidar com pessoas alérgicas,intolerantes,vegetarianas, veganas, frugívoras, crudívoras e os demais formas que as pessoas escolhem de se alimentar. Eu penso que o equilíbrio e a flexibilidade são pilares importantes para tudo, inclusive para comer e beber. Que cada um possa se perceber, entender seus limites, se respeitar e fazer escolhas que façam bem para você e se fizer bem para a sua comunidade, sua cidade e para o mundo todo, melhor ainda, pois energia boa se espalha.

Um abraço.

Namaste.

Leave your reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.